Enquanto isso, na Libertadores…

Ontem, em San Cristobal, o Santos não conseguiu abrir o placar contra o Deportivo Tachira, mas também não sofreu gols. O zero a zero  ficou aquém do esperado para a equipe da Vila, mas não pode ser considerado um resultado ruim. Ficou de bom tamanho para uma estréia, nem mais, nem menos. O time de Adilson Batista foi a campo com 3 volantes (para desespero de um amigo meu…) e não conseguiu o volume de jogo que vinha exibindo nesta temporada. Neymar visivelmente cansado – com todos os motivos claro – não foi efetivo e Elano muito marcado não pode render o esperado. Destaque positivo para Rodrigo Possebom, eleito pela imprensa local o melhor em campo.

Aparentemente a maneira como Adilson vem preparando o time deve mudar nos próximos jogos, tanto pelo retorno de jogadores importantes quanto por pressões internas. Membros da diretoria já dão “cutucadas” no treinador para que ele abandone os 3 volantes… vamos ver no que vai dar.

Ontem também tivemos vitórias de Libertad, Tolima (sim, aquele mesmo) e Velez Sarsfield (que vem forte para esta Libertadores… foi o segundo colocado no Torneio Apertura e vem de um bom empate contra o Independiente fora de casa. Olho neles!!).

Já hoje, temos a estreia de mais um brasileiro; o Internacional. Os gaúchos irão a Guayaquil enfrentar o Emelec pelo Grupo 6. A equipe equatoriana, dez vezes campeã nacional, não chega a assustar no cenário sulamericano e tem como principais jogadores o jovem meiocampo Caicedo (que deve ser parente do Neymar…) que disputou o Sulamericano Sub-20 esses dias, o argentino Édison Mendez, ex-Atlético-MG, no ataque (muito habilidosos, costuma cair pela direita).

Leandro Damião: esperança de gols para o Colorado.

Já os colorados devem apostar na manutenção da equipe que conquistou o torneio ano passado. Mantendo o elenco sem grandes modificações o técnico Celso Roth ainda contará  ainda com os reforços de Zé Roberto no ataque desta noite ao lado de Leandro Damião, e das presenças do atacante Cavenagui e  do volante Bolatti no banco, contratados especialmente para a competição e ainda pegando ritmo de jogo. Isso se contarmos também Bolivar e Sóbis que estão no departamento médico… o Inter tem com certeza um dos times mais fortes da competição.

Agora é ver se será o primeiro brasileiro a estrear com 3 pontos nesta edição da Libertadores.

 

POR YURI MOLEIRO

 

Anúncios

2 responses to “Enquanto isso, na Libertadores…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s