@Brasileiro2015 (parte 1)

Reproduzo aqui uma série de tuitadas do @Brasileiro2015.

Antigamente o poder da máfia corintiana era restrito apenas ao estado de SP. Tanto que até 1990 eles não sabiam o que era BRASILEIRÃO.

O Corinthians sempre foi um time pequeno, provinciano, restrito ao gueto paulista, um reizinho de rua típico sem pretensões.

Por isso o Corinthians detém até hoje o maior número de títulos paulistas. Os camp. paulistas até 1990 eram piores que o Brasileirão hoje.

Até 90 eles não ganhavam brasileirão, libertadores, mundial, porque não tinham competência pra chegar lá, mas diziam “não ligar pra isso”.

Na verdade, o lema “aqui é curíntia, porra!” no fundo quer dizer “somos uns merdas e estamos pouco ligando pra isso”. Auto-afirmação.

Depois dos anos 80 se tocaram: “se não nos aliarmos à cariocada da CBF não ganharemos nada. Na bola não dá. Tem que ser na mão grande.”

Pra resumir: na década de 90 seguinte, com ajuda de bancos corruptos, o Corinthians já era TRI brasileiro. Mas o pior estava por vir…

O Corinthians era TRI brasileiro, mas sofria de complexo de inferioridade pelo SPFC ter dois mundiais da era Telê e de outros times subindo.

Então com a ajuda do seu banco patrocinador (e anuência da Fifa) criou-se um dos maiores mitos do futebol: o MUNDIAL do Corinthians.

Em 2000 Corinthians sagra-se campeão mundial sem nunca vencer Libertadores. Patacoada MÁXIMA e que expôs o futebol brasileiro ao ridículo.

Mas foi ali, nesse mundial, que chocou-se o ovo da serpente: a relação Corinthians-CBF, via FIFA, estreitou-se de vez.

O Corinthians no início dos anos 2000 queria ser grande, mas faltava-lhe tudo: estrutura, estádio, categoria e principalmente DINHEIRO.

Descobriram que na bola e na honestidade não conseguiriam. Então a diretoria corintiana apelou: foram buscar na MÁFIA RUSSA a solução.

Fizeram então uma das alianças mais escusas da história do futebol: aliaram-se a Kia Joorabchian e roubaram o BR 2005 na cara dura.

Para quem não acredita, eis as palavras do próprio Duailibi sobre 2005: http://t.co/ZTVmlLqI

A aliança com Kia foi tão sórdida que até a CBF se sentiu ultrajada. Quando a relação fez água a própria CBF chutou o clube (BEM FEITO!).

O Corinthians caiu pra segundona, só um “tempo de castigo” que a CBF lhe deu para mostrar quem manda. Depois o clube voltou PIANINHO.

A CBF pôs o Corinthians em seu devido e disse que a Copa já estava para chegar, grana ALTA, e que se soubesse esperar, sairia ganhando.

A prioridade da CBF, depois do anúncio da Copa no Brasil era, primeiro, levantar o futebol do Rio. Corinthians teria que esperar.

E assim foi: depois de FLA 2009, e FLU 2010, a CBF abriu caminho dizendo: “Apostamos no Fla, mas se fizerem sua parte, é de vocês”

A aposta em FLA e COR ao mesmo tempo tem sentido quando se pensa que uma entidade como a CBF não pode arriscar tudo em um time só.

É a velha história: “não se bota todos os ovos em uma só cesta”. Cercando-se de Fla e Corinthians, a CBF se blindava.

Porém o Corinthians tinha uma carta na manga: o novo estádio, altas chances de grana ilícita pra todo mundo, e exigiu o campeonato de 2011.

CBF disse que ajudaria o Corinthians, mas não podia deixar de ajudar o FLA também. Ao menos Libertadores eles deveriam pegar.

Mas Sanchez queria uma certeza, só uma, de que a CBF ajudaria mais a eles do que ao FLA. CBF lhe deu: não haverá pênaltis pro Fla em 2011.

Foi por isso que o Flamengo, se não me engano pela primeira vez NA HISTÓRIA, terminou o campeonato sem um ÚNICO pênalti.

Teixeira assim cumpriu sua palavra com Sanchez. Flamengo QUASE chegou lá, ganhou a vaga da liberta e Corinthians saiu campeão.

De quebra, Sanchez ganhou o cargo de DIRETOR DE SELEÇÕES, virou o menino prodígio de Teixeira, ANTES da final do campeonato.

A cara de pau foi tão grande que até a imprensa internacional achou vergonhosa a promoção de Sanchez. Menos os corintianos, claro.

O campeonato estava tão comprado, que nem o presidente do Vasco foi convidado para a festa da entrega da taça na CBF. http://is.gd/1AHGtV

Anúncios

5 responses to “@Brasileiro2015 (parte 1)

  1. Deve ser complicado um time ficar 18 anos sem ganhar um brasileiro, ter como ídolo um pseudo–atacante que ganhou só um paulistinha, que pertence a torcida organizada do rival, aposta todas as fichas na queda de rival (só ver seus últimos post), e falha miseravelmente. Na boa, essa teoria conspiratória soa mais Ibope ao Corinthians, aliás falar o que do Guarani da Capital ultimamente? Vms falar do Corinthians né? Se torce para a porcada ainda, ou torce para Vasco, essas coisas? Sabe como é, palmeirense hj torce somente para o time dos outros. Enquanto vc fala um monte de besteiras, o seu time afunda em brejo, caindo ano a ano, campeonato a campeonato. Mais eu entendo o seu MIMIMI. CBF não beneficia time pequeno (Exceto quando reconhece Robertão como brasileiro, e faz essa merda de time ganhar dois Brasileiros no mesmo ano 1967 e 1967)! E ainda vc vem aqui falar de Mundial de 2000 é farsa. Vai pra debaixo da égua, seu retardado!

  2. De onde você tirou esse monte de asneira? Quem leva o fake, anonimo vascaíno @brasileiro2015 a sério, não merece meu respeito.

  3. Ué, não entra os interesses “globais” nessa história não? Acabaram com o clube dos treze e nenhuma menção sobre essa manobra sórdida?

  4. kkkkkkk, ai ai, o que a inveja de certas pessoas n fazem neh? saiba q quanto mais vc fala do timão, mais seu timinho se afunda. pensa nisso e se preocupe com ele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s