Corinthians na Libertadores – Penúltimo Capítulo


O primeiro capítulo dessa história começou com um gol do Deportivo Táchira e gritos de “Chupa, Corinthians”. No fim desse primeiro ato, um gol de cabeça, de empate, que daria o tom dessa Libertadores. Sofrida, mas com precisão. Como se o Corinthians estivesse numa bicicleta e a torcida andasse de carona: qualquer movimento que o time faz, qualquer balançada, qualquer curva, parece um perigo enorme de cair, mas só pra quem está de carona. Quem pedala e segura o guidão – o time – nem se assusta porque sabe que está tudo sob controle.

O primeiro capítulo foi toda a primeira fase. O Corinthians não terminou em primeiro lugar na colocação geral como se tivesse calculado tudo, levando em conta que os primeiros colocados vem se dando mal no últimos anos. Desde 2000, América de Cali, Vasco, Corinthians, Santos, River, Vélez, Flamengo, Grêmio, Cruzeiro. Os melhores sempre caem, inclusive o próprio Corinthians em 2003 e 2010. Dessa vez ficou estrategicamente em segundo. E não deu outra, o Fluminense, primeiro lugar geral, caiu diante do Boca Juniors – que aparece mais pra frente nessa história.

Um jogo razoavelmente fácil nas oitavas de final, o segundo capítulo, foi um prêmio pela boa e estável primeira fase. Passaram com tranquilidade, como se o time se preparasse para as pedreiras antes de chegar na praia. Vasco, Santos….bom….

O campeão da Copa do Brasil do ano passado, time que disputou o título do Brasileirão com o Corinthians até a última rodada, estava do mesmo lado da chave e os dois se enfrentam nas quartas de final. Um 0 a 0 truncado, disputado, no Rio. Um jogo épico em São Paulo. E que terceiro capítulo! Em um momento, o Corinthians estava para ser desclassificado, cada passo de Diego Souza na corrida, sozinho, era uma chibata no sonho corinthiano. Alessandro já abria os braços para ser crucificado. Era Diego e Cássio. Diego, a bola, Cássio e o gol. Melhor para o goleiro. Alívio para a torcida, que dessa vez achou que a bicicleta iria virar. Não muito depois, aquele gol do Paulinho: o abraço no torcedor pelo alambrado, Tite no meio da arquibancada comemorando. Imagens para a posteridade. E que venha o Santos.

Veio! Foi o quarto capítulo. A semi-final. Tudo igual a 2000, pegou o vice do brasileiro nas quartas, o atual campeão da Libertadores na semi. A história se repete. O Corinthians já era, esse time medíocre sem estrela nenhuma. A história se repete: primeiro como tragédia, depois como farsa. Jogo fadado ao 0 a 0 na Vila Belmiro (e se tivesse sido, o Santos se classificaria no segundo jogo). Mas não, vitória do Corinthians com direito a golaço de Emerson, Neymar estourado, Ganso voltando de cirurgia e apagão do fim do jogo.
O segundo jogo foi mais seguro e tranquilo para o Corinthians, o time fez o que sabe, amarrou o badalado Santos e impôs uma complicação que os santistas ainda não tinham enfrentado. Gol tomado, um acidente de percurso chamado Neymar, mas prontamente corrigido pelo frio e decisivo Danilo, depois de uma falta besta de Edu Dracena. Tudo em ordem de novo. A torcida, de carona na bicicleta, se acalmou um pouco.

E agora o penúltimo capítulo. Porque os dois jogos da final não podem ser um capítulo só.
Chega o Boca, o antagonista. O vilão?  Talvez. Tem toda a pinta de vilão. Argentinos, um time que pode ser o Corinthians da Argentina, por ser muito popular e ao mesmo tempo odiado, por ser “la mitad más un”. Experientes,  sabem como funciona a Libertadores, um time que já acumula dez finais e já tem seis títulos. O Corinthians, novato em finais e sem título, vai entrando sem pedir licença. É como se o mocinho entrasse no território do vilão para travar a batalha final. Uma cena que a gente vê muito nesses filmes por ai. Vamos começar a ver hoje e, como nas novelas, nos filmes e no Dragon Ball, a batalha final é interrompida e volta a passar só na outra semana.

Na Bombonera, lotada e linda como os argentinos sabem fazer, acontece o primeiro jogo. David e Golias? Acho que Guerra de Titãs é mais apropriado.

Anúncios

2 responses to “Corinthians na Libertadores – Penúltimo Capítulo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s