As regras do jogo, o jogo das regras.

O que faz o futebol?
O mais complexo: conjunto de regras, manejo da bola com os pés, mesmo número de jogadores pra cada lado, torcida envolvida se possível, quem fizer mais gols ganha?
Ou o mais simples: se joga com o pé, se puder alguém fica no gol?

Ou são as regras que fazem um jogo? Em esportes que nasceram das regras, talvez. Mas o futebol nasceu, ou melhor, foi nascendo e junto com ele foram determinando regras. Novas regras a praticamente a cada década. E ainda bem! São elas que fizeram (ou foram fazendo) o futebol como a gente conhece e gosta. Ok! Até ai…tudo bem.

Mas e quando alguém vira e fala: ‘Bora jogar bola?”. Quando isso acontece não tem árbitro, pode ter certeza, o árbitro é todo mundo que joga. Se gritar alto e pedir falta, é falta. Vez ou outra tem aquela discussão mas é do jogo. Se não tem árbitro, que dirá bandeirinha. Não existe impedimento. E continua sendo futebol. Então, a regra muda e o jogo continua sendo o mesmo.

– Ah ta, Zé Mané, você quer comparar futebol profissional com uma pelada entre amigos?

Não e sim! Não digo que o Futebol (com F maiúsculo) profissional, em alto nível e com muita coisa em jogo, deva ter menos regras ou ser tal qual uma pelada de asfalto. Não é isso. Mas se nesse cenário o esporte/jogo ainda é o mesmo, não são as regras propriamente que fazem o Futebol. É o que então?

É a bola? Tudo que servir para ser chutado vira bola. Então não. É o uso dos pés?

Acho que o único mandamento do futebol é que ele é jogado com os pés. E goleiro, claro. Ensina teu filho a ser goleiro (e baixista) e ele nunca ficará fora de nenhum jogo (banda). Pronto, essa é a fórmula do futebol: joga com os pés, se tiver gol (porque às vezes não tem) põe um goleiro (ou não). Todo o resto é badulaque.

Ontem, Santos e Corinthians jogaram pelo Campeonato Brasileiro. Jogão! 3 a 2 para o Santos, jogo brigado, jogadores envolvidos, vibrantes, clássico dos bons. Um dos gols do vitorioso foi especial: impedimento triplo!

Lançamento de Léo para a área, impedimento!, segue o jogo, cabeçada de Bruno Rodrigo pro meio da área, opa! Impedido!, segue o jogo, rasteira no ar para a acertar a bola, que foi parar na cabeça de André, impeedido de novo!!!, seeeeegue o jogo: GOL! Pros que acreditam em destino, ta ai um belo exemplar.

Mas eu não acredito.

O futebol é humano. Gostamos dele, além de outras coisas, graças a uma simbologia da vida: em campo vemos representações do dia a dia, como um teatro. O coletivo e a jogada individual,  a derrota e a vitória, o “quase” e a comemoração, a injustiça e  a justiça, o sofrimento e  a vingança, o amigo e o rival, o sucesso e o fracasso. O futebol, como a vida, é imperfeito e contraditório. E livre, dinâmico, com um campo aberto, sem limite de toques, com mil possibilidades (um milhão de possibilidades). Como a vida.

O sublime é imperfeito. A perfeição é monótona, porque não surpreende. Mas, infelizmente, nossa vida está cada vez mais informatizada, caminhamos para torná-la perfeita e asséptica. Chata, em outras palavras. Isso não pode acontecer com o futebol. Não deve!

Em 1995, o Santos perdeu um título de Campeonato Brasileiro com erros da arbitragem contra. Em 2005, o Corinthians foi Campeão Brasileiro com erros da arbitragem a favor. Em 2010 os erros favoreceram o Santos na final do Paulista, o Palmeiras vê no seu time (hoje) heróis injustiçados – é romântico! – e acabou ganhando um jogo com gol impedido por esses dias. Maradona já fez gol de mão, Pelé já deu cotovelada no marcador, a Inglaterra já foi campeã de Copa do Mundo graças a um erro de arbitragem. Ontem, o Santos ganhou o jogo por um gol de diferença. O gol final foi completamente legal, o da virada é que teve um triplo impedimento…e mesmo assim o Corinthians empatou.
Viva ao futebol humano!

Mil vivas aos times que conseguem seguir em frente depois de erros da arbitragem. Jogando futebol…aquele jogo que, trocando em miúdos, é uma brincadeira humana que se brinca com os pés.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s