Sem escorpião no cofre

Dezembro e Janeiro são meses interessantes pra quem gosta de futebol. Os campeonatos europeus estão começando a ficar interessantes, a Copa São Paulo de Futebol Júnior é até
interessante, da pra ficar assistindo torcendo pra ter visto ali o próximo Neymar.

Mas o melhor mesmo são as notícias de jogador curtindo as férias nas baladas e as matérias sobre as transferências.

Na internet ganha-se dinheiro por clique, então poucos se seguram nessa época, a maioria inventa notícias bombásticas e bola uma boa manchete: MESSI PODE DEFENDER AS CORES DO FLAMENGO; KAKÁ VOLTA AO BRASIL, DESSA VEZ NO FIGUEIRENSE.

Depois que o Ronaldinho Gaúcho foi para o Atlético Mineiro(!), o Rivaldo para o São Caetano (!!), o Seedorf para a Botafogo (!!!), ninguém duvida mais de nada. Nem eu duvido. Vi uma notícia assim: PATO PODE ACERTAR COM O CORINTHIANS, ALVINEGRO PAGARIA 15 MILHÕES DE EUROS. Essa eu duvidei! “Um clube brasileiro pagando essa grana toda? Duvido!”..e não é que era verdade?

Falando no Pato, vamos às contratações:

SÃO PAULO:
Ganso ainda briga pela vaga de titular, mas promete ter um excelente 2013.
Lúcio está velho mas em forma, é disciplinado e profissional, ótima contratação.
Wallyson foi uma boa, veio para cobrir o buraco do Willian José, que foi para o Grêmio – só não acertou com o Santos porque queria um contrato de 6 meses e o alvinegro não queria ser barriga de aluguel.
Negueba chegou e já se machucou, vai ficar meses fora, não da pra saber o que vai acontecer ainda.

CORINTHIANS:

Contratou Renato Augusto, excelente contratação apesar de ele ter fama de ser “bixado”. Mas é uma contratação típica do Corinthians: objetiva, jogador não muito caro, discreto, para compor o elenco.
Mas ai contrataram o Pato! Quinze milhões de euros, muito dinheiro!, por uma estrela, uma medalhão, que se machuca frequentemente. Tem tudo para dar errado. Não é o tipo de contratação que deu certo para o Corinthians, é exatamente o contrário.
Em compensação trouxeram Gil, zagueiro, para rejuvenescer a zaga e dar opções para um futuro próximo.

SANTOS:

O Santos, na minha opinião, acertou nas contratações menos badaladas, mais baratas e precisas: Cícero, Neto e Renê Júnior. Principalmente Cícero, que é meio coringa lá na frente, podendo fazer várias posições. Neto é um bom reforço pra Zaga e Renê Júnior vem como opção para o meio-campo.
O que me incomoda são contratações como a do Marcos Assunção, jogador caro e velho. Ou a do Montillo, que está quase com 30 anos e é caríssimo – tanto a transferência quanto o salário. Contratações assim são preguiçosas, as diretorias queimam dinheiro contratando medalhões que já estão na descendente. Por que não prestam atenção no futebol sul-americano? Portugal, Espanha, os Árabes, qualquer um hoje em dia conhece melhor o futebol sul-americano que nós brasileiros, que estamos tão perto. Por que o Santos não foi à Argentina achar um novo Montillo, um novo Conca, ou procurou um Alexis Sanchez, um Falcão García. Pelo preço que gastou nos medalhões, dava para ter contratado uma seis ou sete promessas, pelo menos uma delas daria muito certo e o time ainda teria um elenco mais amplo.

PALMEIRAS:
O Palmeiras só tem saídas, praticamente. Saiu Marcos Assunção, saiu Obina, Betinho, Tinga, Daniel Carvalho. O CT deve estar vazio!
As contratações são as mais bizarras: Fernando Prass e Riquelme.
Sim!
O Palmeiras tem tradição em revelar bons goleiros: Velloso, Marcos, Deola, Diego Cavalieri.  Mas não contente, foi ao Vasco buscar Fernando Prass. Vai entender.
E agora acertaram com Riquelme, que aceitou as condições do verdão e vai assinar na Segunda-Feira. Esse argentino fez excelentes temporadas pelo Boca, é um multicampeão, ídolo absoluto. Libertadores, Campeonato Argentino, Mundial de Clubes, o começo dos anos 2000 foi todo Boca Júniors, Riquelme era protagonista. Mas ele não deu certo na Europa, nem provavelmente dará certo aqui, porque é temperamental, gosta de dominar o vestiário, tem relação complicada com os treinadores. O único técnico que o controla, que negocia com ele o comando da equipe, é Carlos Bianchi.
O Palmeiras contrata Riquelme sem pagar nada, mas o salário do jogador é altíssimo, sua relação com os outros jogadores será complicada, ele não resolverá nada sozinho, está velho e é apenas um reflexo distorcido do que já foi anos atrás. Vimos um Riquelme limitado, duro, engessado, sem criatividade na Libertadores. Foi esse decadente argentino que a diretoria palmeirense contratou. Demagogia pura, tentativa de acalmar a torcida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s