Ou cegos ou burros

O Brasil tem uma das maiores populações do Mundo, também tem um dos maiores territórios. Nosso país se diz ser do futebol. Ainda assim, nossas médias de público são menores até que as médias da Major League, dos Estados Unidos, onde o futebol é, no máximo, o quinto esporte em popularidade.

A média de público da Alemanha ano passado foi de 45.116 pessoas, a do Brasil, 13.013. As médias dos estaduais são mais vergonhosas ainda, moram na casa das 7.000 pessoas. É muito pouco, visto que nossa população é maior e nossas torcidas muito maiores.

Tudo que você lerá a seguir foi escrito levando em conta o poder de compra dos torcedores, a situação financeira de cada país e a distribuição de renda dos mesmos. Não vamos esquecer que somos a sexta maior economia do mundo e que temos as maiores torcidas de futebol…

***

O número é polêmico, mas o Flamengo tem mais ou menos 32.600.000 torcedores. Estatisticamente, a maior parte da torcida é de classe média ou alta. Portanto, é uma torcida gigante e com dinheiro pra gastar. Era pro rubronegro ser, no mínimo, um dos dez maiores clubes de futebol do Mundo.
Havia um vazamento na piscina olímpica do clube (7 mil litros diários), esse problema, por pequeno que pareça, já durava um tempão e custava 600 mil reais por mês. Por mês! Ano passado o clube ficou sem telefone por falta de pagamento. Também por falta de pagamento perderam Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho. Liedson, Deivid…ninguém recebia no Clube de Regatas. A categoria de base é uma piada de mal gosto. Ameça revelar mas não cumpre.
O Fla está capenga a anos, Adriano e Pet ganharam um Brasileirão em 2009 que ninguém queria, mas esse título engana. Há anos que o Flamengo não é tão grande como na época de Zico. Não sei como ainda não caiu para a série B. Os públicos dos jogos não impressionam, dado o tamanho da torcida.

É a maior torcida do mundo! 32 milhões e 600 mil torcedores. Paradoxalmente, o clube amado pela massa está sem dinheiro, endividado, sucateado e entregue à sorte.

O Manchester United é um dos clubes mais ricos do Mundo. É uma marca mundialmente conhecida, um clube mundialmente respeitado. Os red devils lotam o estádio em todos os jogos e estão sempre disputando títulos. A categoria de base é fantástica, revela grandes craques e alimenta, além do time principal, um time reserva também vitorioso.

Sabe quantos torcedores alimentam esse clube? 4.209.000 torcedores. A torcida inglesa é 7,7 vezes menor que a do Flamengo. 7,7! Claro, eles vendem camisa do Mundo inteiro. Mas o Flamengo também poderia fazer isso. Eles tem patrocínios milionários. O Flamengo também poderia ter. Com um total de torcedores muito menor, o Old Trafford tem seus 76.212 lotados frequentemente, diferente dos estádios onde o Flamengo joga.

***

O Palmeiras tem 12 milhões de torcedores. Quebrado, paga absurdos para jogadores que não rendem, as famílias italianas brigam de gato mia com foice nos bastidores e enquanto isso o clube sofre. Com um potencial tão grande, um dos maiores clubes do Brasil, certamente um gigante, o alviverde não lota estádios, não tem dinheiro para grandes contratações e a categoria de base é uma vergonha. Inaceitavelmente insignificante. Isso com, repito!, 12 milhões de torcedores – a maioria deles de classe média e alta.

Assim como o Flamengo e Manchester são as maiores torcidas de seus países, Palmeiras e Arsenal tem posições semelhantes. O Palmeiras fica em quarto lugar no Brasil, o Arsenal em terceiro na Inglaterra. A terceira maior torcida inglesa tem 2.652.000 de torcedores, 4,6 vezes menor que a torcida do Palestra.

E com o potencial dessas 2.652.000 pesoas, os gunners têm uma categoria de base incrível, time reserva, vende camisas a rodo, tem milhares de sócios, lota seu estádio em quase todos os jogos e vai muito bem obrigado. Recentemente, o Arsenal ganhou um campeonato inglês de forma invicta. Isso porque cria e mantém ídolos, pode contratar (ultimamente vai mal porque o técnico contratou mal, mas o potencial de compra existe), e monta times que incomodam mesmo alguns clubes maiores, como o Barcelona.

O Palmeiras também vende muitos produtos licenciados, muitas camisas e souvenires. Vende mesmo! Mas para onde vai esse dinheiro? E o estádio? Quando ele estará lotado em um Palmeiras e América-MG no meio do campeonato? Quando o potencial vai virar dinheiro, o dinheiro investimento, o investimento jogadores e títulos?

***

O potencial de marketing de Flamengo, Palmeiras, Santos, Vasco, Internacional, São Paulo, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Bahia, entre outros clubes, é gigantesco! Principalmente Flamengo, Palmeiras e São Paulo.
O clube que chegou mais próximo de aproveitar seu potencial é o Corinthians. E, vejam, eles já colhem os fruto: campeões da Série B, título Paulista, Copa do Brasil, Brasileirão, Libertadores e Mundial. Tudo isso em 5 anos, período que trouxe, além de títulos, um dos Centros de Treinamento mais modernos do Mundo e um estádio prestes a ser inaugurado. A média de público do Corinthians não é a ideal, mas é fantástica se comparada a dos outros clubes da elite brasileira, e o seu marketing é o melhor já feito por aqui. Esse é o segredo.

O que falta a Flamengo, Palmeiras e companhia para fazerem o mesmo? Por vários motivos, times brasileiros dificilmente serão tão ricos quanto os europeus a curto prazo. Mas com certeza nossos clubes são muito menores do que poderiam ser. O clube de maior torcida do mundo é brasileiro, o Flamengo, e não lota estádios quase nunca, passou 2012 inteiro sem um grande patrocinador, não tem projeto de marketing no Brasil, muito menos no Mundo, e joga pelo ralo uma torcida monstruosamente grande. E esse erro, cada caso com sua proporção, é cometido por todos os outros clubes daqui.

Nossos clubes tem um potencial gigantesco, inversamente proporcional ao aproveitamento que se faz dele. Não vamos ter um dos maiores campeonatos do mundo enquanto algo não for feito.

   ***

É necessário modernizar a administração, contratar profissionais especializados em cada área, dar segurança a todos eles; planejar e executar projetos de marketing em todo o globo, alcançar todas as mídias, aproveitar a internet; negociar maiores patrocínios, exigir mais dinheiro de TV através da organização de uma Liga de Clubes; estabelecer um teto salarial para os jogadores, não contratar nomes consagrados em decadência, mas sim jovens promessas, investir na base; organizar, caso por caso, clube por clube, programas de sócio torcedor atraentes e práticos; vender ingressos com eficiência, com mais guichês e durante mais tempo do que atualmente, não acabar com geral dos estádios (estamos no Brasil, pow!), pelo contrário, estimulá-la, recorrentemente disponibilizando ingressos promocionais.

Resumindo, é necessário trazer o torcedor para perto do clube, é necessário encontrar o preço ótimo dos produtos para que mais pessoas comprem os licenciados, não os falsificados. É necessário fidelizá-lo com programas de sócio torcedor e, acima de tudo, é preciso tratá-lo bem.

Só falta querer e trabalhar. Se afirmam ser tão honestos os nossos dirigentes, e se nós acreditarmos, só restam duas opções: ou são cegos ou são burros.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s