Precisam-se de bombeiros

É muito difícil encontrar um “jornalismo” decente que fale do Palmeiras. A maioria gosta mesmo é do barraco. E a mídia como um todo adora. TODOS clubes do país estão endividados, mas só falam que deve tanto pro Valdívia, tanto pro Lincoln…

Ontem eu estive lendo o Lance, o jornal. Fazia muitos anos que não o lia. O português usado acerta em construções difíceis e incomuns, e tem cada erro básico!!

Outro pecado é essa comparação que a mídia adora. “Piraroca do Sul não vence Joviânia, em campeonatos internacionais, em dias primos, véspera de feriado, num domingo, desde 1932”. O que eles inventaram agora é comparar este Palmeiras com o de 99 (Marcos e Felipão estão lá, Marcos Kid Assunção Bengala tem as bolas paradas do Arce, Gabriel Silva o estilo de Júnior e Maikon Leite o de Paulo Nunes). Não vou me estender neste assunto. Isso é balela.

No mais, a única coisa que salvou foram as notas aos jogadores. E um desenho tático do time, apesar de básico (o do Palmeiras mostrava a movimentação de Luan com Gabriel Silva. Qualquer um que consegue pronunciar Palmeiras conhece essa estratégia).

O que ninguém falou

Deixando um pouco de lado todo esse barulho que ronda diaria e incessantemente o Palmeiras, quem dá liga e panos quentes prá coisa toda é o Felipão. Já demorou pra darem o cargo de manager pra ele. Ele e Marcos DEVEM fazer parte da diretoria permanente do Palmeiras quando se aposentarem. Se tem alguém lúcido lá dentro são eles dois.

Felipão faz o time, o plantel, o elenco, virar uma família. Tanto é que não temos artilheiros, mas estamos em terceiro no campeonato. Não importa quem faz gol, o importante é fazer. Se eu fosse um técnico de futebol preferiria ter jogadores qualificados pra encontrar um esquema (que é o que o Luxa não consegue nem a pau) a ter jogadores medianos e fazer o grupo render (que é o que o Felipone faz).

O Palmeiras precisa de um Pierre no meio de campo. O Pierre é aquele cara que ninguém sabe quem é, ninguém vê em campo, ninguém narra o nome, mas no fim do campeonato tem o dobro de desarmes do segundo colocado. É o cara que mata a jogada, sem se importar de se jogar no chão, jogar feio. Ele joga pro time. Sem ego, sem vaidade. É isso que tem feito Márcio Araújo.

O Palmeiras acabou de vencer o Santos campeão da Libertadores (nem começa com “ah, mas era o time reserva” porque o Palmeiras também tava cheio de desfalques, e lá na frente o que conta é Palmeiras 3 x 0 Santos e não Palmeiras 3 x 0 Santos*) e, se por um lado, Maikon Leite usou o que sabia dos praianos pra supera-los, a arrogância dos sereias não os ajudou a parar Maikon.

E o tabu continua.

Kleber, Palmeiras, Frizzo, Flamengo, Patrícia Amorim, Luxemburgo, Pepe Dioguardi

Quando essa barulheira começou, logo me veio na cabeça o fanfarrão do Luxemburgo. Ele sabe que QUALQUER fumacinha no Palmeiras vira um incêndio de proporções continentais. Aí o que ele fez? “Quero o Kleber”. Porra! Já tem um time de estrelas e não ganha, pra quê vem jogar faisquinha? O Deivid é um bom atacante, tem o Willians arrebentando, R10 que não desencanta nunca, se é que vai. E a imprensa, claro, adora esse barulhinho. O Vagner Love tá querendo dinheiro até agora, COMO o Flamengo pagaria 600 mil pro Kleber?? É quase o que o Felipão ganha! Aí eles vão, fazem essa proposta, e saem à egípcia (a presidente lavou as mãos “jogador sai se quiser”), que nem um moleque mimado que põe a culpa no irmão e sai correndo, só pra ver o circo pegar fogo.

Aí vem esse Pepe Dioguardi (todo agente é mercenário por definição) falando que o Kleber merece aumento. Claro que merece. Quem se destaca merece. Só que não é assim que funciona. Lincoln soneca ganha mares de dinheiro e não joga? Sim. Valvívia dorme na fisioterapia e recebe muito? Sim. Kleber assinou um contrato e deve cumpri-lo? Sim. É esse o ponto. Se você aceita trabalhar no esgoto por 1 real a hora, é problema seu. Cumpra. Se o seu amiguinho ganha 2 reais pro mesmo serviço, isso não é problema seu.

Muito bem falou Marcos: o Flamengo tá certo em querer um jogador como o Kleber, o Kleber tá certo em querer aumento, o Palmeiras tá certo em não vendê-lo.

Tenho dó é do Felipão, que é o mais preocupado em manter a paz no clube e ninguém lhe dá ouvidos.

Anúncios

4 responses to “Precisam-se de bombeiros

  1. Tá errado o “neste”. “Neste” (isto, este, etc) serve pra indicar algo que vai ser introduzido no discurso ou que está próximo ao falante. Ex: “Nesta terça-feira, eu estou usando o computador”, ou” Nesta sexta-feira será 15 de Julho”; “Esta bola é minha e assim”; “Vou te dizer isto: elefantes não correm na água.”

    O “nesse” (isso, esse, etc) serve pra indicar algo que foi dito ou que não está tão próximo assim daquele que emite. Ex: “Nesse domingo, eu dormi o dia todo”; “Essa bola é sua”; “Elefantes não correm na água, foi isso que eu disse a você.”

    Você talvez tenha se confundido com a regra de retomada de termos, assuntos ou temas: “não vou priorizar este em favor daquele tema.” Acontece que, se você não tem duas coisas pra retormar (e assim diferenciar com o pronome), prioriza-se o “nesse” na questão anafórica.

    O “de nada” está correto, só não é prestigiado pela norma culta. Algo que não estou fazendo aqui. E nem você.

    De nada.

    • Falha minha no estender.
      “Neste” está certo.
      Usa-se “por nada”, não “de nada”.
      Por nada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s